Usiminas

O acesso à cultura e ao esporte são fatores fundamentais na construção da cidadania e um pilar sustentador de transformações relevantes em nossa sociedade. Com essa visão, desde 1993 o Instituto Cultural Usiminas vem atuando no apoio e fomento a projetos ligados a essas duas atividades nas regiões onde a Usiminas está presente.

Uma das maiores incentivadoras em cultura e esporte de Minas Gerais, as empresas Usiminas já investiram R$260 milhões, gerindo cerca de 2.000 projetos incentivados, todos com a gestão do Instituto e por intermédio das Leis de Incentivo à Cultura e ao Esporte. A relação da Usiminas com a arte vem de longa data e consolida a participação da empresa no desenvolvimento das comunidades onde atua e na formação dos cidadãos que participam deste sistema.

O Instituto Cultural Usiminas tem a missão de sistematizar e gerir os investimentos das empresas Usiminas em cultura e esporte, assim como definir e planejar a sua política cultural e linhas de atuação. Sua ação baseia-se no tripé inclusão, formação e desenvolvimento do cidadão. Com essa responsabilidade em mãos, o Instituto direciona seus investimentos para ações que promovam o desenvolvimento sustentável do setor.

O Instituto Cultural Usiminas acredita e apoia os processos de participação social e democratização da cultura, esporte e o desenvolvimento sociocultural.

Linha do Tempo

  • 1993

    Criação do Instituto Cultural Usiminas (Instituto Usicultura)

  • 1994

    Inauguração do Teatro Zélia Olguin – Ipatinga

    Crédito: Pedro Bastos
  • 1996

    Início da construção do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga.

  • 1998

    Inauguração do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, com a entrega da Galeria Hideo Kobayashi, do jardim japonês, foyer do teatro e área administrativa.

  • 2000

    Exposições nacionais e internacionais na Galeria Hideo Kobayashi.

  • 2002

    Inauguração do Teatro do Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga.

    Arquivo Usiminas
  • 2003

    Comemoração dos 10 anos do Instituto com a exposição “10 x Minas”, em Ipatinga e Belo Horizonte. Criação do setor “Ação Educativa”, no Centro Cultural Usiminas, para desenvolvimento de atividade de arte-educação.

    Arquivo Usiminas
  • 2004

    Comemoração dos 10 anos do Teatro Zélia Olguin com programação especial. Entrega de duas esculturas públicas de Tomie Ohtake, a Belo Horizonte e Ipatinga. Comemoração dos 40 anos de Ipatinga com grande evento no Ipatingão: apresentação do espetáculo “Missa dos Quilombos”.

    Missa dos Quilombos – Arquivo Usiminas
  • 2005

    Inauguração da Biblioteca Central de Ideias, no Centro Cultural Usiminas. O Usicultura passa a ser responsável pela gestão da política de investimento cultural da Cosipa, ampliando sua ação para São Paulo.

  • 2008

    Comemoração dos 15 anos do Instituto Cultural Usiminas, marcado por uma programação especial com o Grupo Corpo e uma exposição dos 15 anos. Inauguração do Entreatos Café no foyer.

    Grupo Corpo – Nilmar Lage
  • 2009

    Comemoração dos 15 anos do Teatro Zélia Olguin, totalizando mais de 800 espetáculos, beneficiando aproximadamente 400 mil espectadores e 3 mil artistas.

    Grão Fotografia
  • 2010

    Início da realização anual do projeto Série MPB, que busca democratizar o acesso à música popular brasileira realizando shows de renomados artistas mineiros e nacionais. E realização da primeira edição do projeto Circuito Usiminas de Cultura, que leva cultura ao interior de Minas Gerais e São Paulo.

    Fernanda Takai e Andy Summers - Nilmar Lage
  • 2012

    Abertura da exposição comemorativa dos 50 anos da Usiminas, ‘Natureza e Transformação’, com curadoria do Gringo Cardia.

  • 2013

    Comemoração dos 20 anos do Instituto Cultural Usiminas e 10 anos do Ação Educativa.

  • 2014

    Realização da Corrida Viva+ Ipatinga em comemoração aos 50 anos de Ipatinga e show do Erasmo Carlos em comemoração aos 52 anos da Usiminas.

  • 2015

    Exposição “Bracher - Pintura e Permanência”, comemorativa aos 53 anos da Usiminas e dos 58 anos de carreira do artista mineiro Carlos Bracher. Na abertura da mostra Carlos Bracher fez, ao vivo, a pintura de um quadro do Bispo Emérito da Diocese Itabira-Coronel Fabriciano, Dom Lelis Lara. Premiada pela Associação Brasileira dos Críticos de Arte (ABCA), a exposição recebeu 3.165 visitantes em Ipatinga.